Quem não aparece ...





Música cubana no ambiente, a salsa era a sua paixão. Aliás, era uma de suas paixões, pois a outra estava vindo em sua direção lhe trazendo um sex on the beach. Na pista de dança, a batida da música parecia acompanhar a de seus corações. Seus corpos transpiravam desejo e paixão a cada movimento. Quando estavam juntos o tempo parecia não existir. Beijo igual nunca mais encontrariam em outrem. Ela só pensava em como fazer aquela noite nunca mais acabar. O telefone toca, ela acorda atordoada e mal podia acreditar: estava apenas sonhando. Quem não aparece às vezes é lembrado, nem que seja só nos sonhos. Sds...

3 comentários:

1 Lênin 1 Blog! disse...

não sei se é impressão minha, mas ultimamente só tenho visto blogs de Poemas e afins, mas o seu ta de parabéns!

Anizio disse...

pô legal bom conto, mas eu acho que é curto um pouco, se deixou a desejar no final mas continua que vai longe !!

Mr.Balzac disse...

Os seus posts sempre são intensos. Com poucas palavras, você consegue demonstrar o sentimento de muitos. Continue com esse autenticidade e que Deus abençõe e muito essa nova fase em sua vida.

Abraço.